quarta-feira, 26 de julho de 2017

Copom mantém ritmo e corta Selic de 10,25% para 9,25%

Foi o sétimo corte seguido na taxa de juros e o terceiro no patamar de um ponto. Desde 1999, a Selic só ficou em um dígito em 2 momentos



O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anunciou hoje uma redução de um ponto percentual na Selic, que foi de 10,25% para 9,25%.


A decisão foi por unanimidade e sem viés. Foi o sétimo corte seguido na taxa básica de juros da economia e o terceiro no patamar de um ponto.


“A manutenção das condições econômicas, até este momento, a despeito do aumento de incerteza quanto ao ritmo de implementação de reformas e ajustes na economia, permitiu a manutenção do ritmo de flexibilização nesta reunião”, diz o comunicado.


A Selic não ficava em um dígito desde 2013. A decisão faz o Brasil cair do segundo para o terceiro lugar entre juros reais no ranking com 40 economias feito pela Infinity Asset Management.


Déficit do governo tem pior resultado para junho desde 1997

O déficit primário de R$ 19,798 bilhões foi resultado das despesas com o pagamento antecipado de precatórios, geralmente feitos no fim do ano




O governo central registrou um déficit primário de R$ 19,798 bilhões em junho, o pior desempenho para o mês em toda a série histórica, que tem início em 1997.


O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, da Previdência Social e do Banco Central, sucede o déficit de R$ 29,371 bilhões de maio.


O resultado de junho ficou levemente pior que as expectativas do mercado financeiro, cuja mediana apontava um déficit de R$ 19,300 bilhões, de acordo com levantamento do Projeções Broadcast junto a 27 instituições financeiras.


O dado do mês passado ficou dentro do intervalo das estimativas, que foram todas de déficit, de R$ 27,000 bilhões a R$ 8,910 bilhões.


Leia mais aqui . 

segunda-feira, 24 de julho de 2017

Número de executivos brasileiros engajados em segurança é baixo

Em empresas nas quais o conselho de administração tem um alto nível de engajamento, os níveis de segurança e o uso de boas práticas apresentam níveis consideravelmente melhores


Qual é o nível de comprometimento das empresas em relação à segurança da informação? Foi tentando responder a esta pergunta que a Protiviti, consultoria global especializada em gestão de riscos e compliance, realizou um estudo no qual ouviu 700 lideranças empresarias no Brasil. Os resultados revelam que 41% dos executivos brasileiros estão engajados com as diretrizes de melhores práticas de cibersegurança em seus departamentos de TI e nos EUA, temos 33% dos executivos. 


Quando se trata de gestão de vulnerabilidades, 47% dos líderes nacionais tem envolvimento médio quanto à ciência e tratamento das mesmas, enquanto que os executivos americanos têm 37% de engajamento neste tema.


Falando em tratamento de vulnerabilidades e riscos cibernéticos, 6% dos entrevistados brasileiros e 18% dos entrevistados estrangeiros dizem que não sabem lidar com eles. Em versão da pesquisa realizada em 2015, apenas 28% dos diretores americanos tinham noção dos perigos da falta da gestão na cibersegurança.


Leia mais aqui .

Receita muda regra de tributação de aplicação no mercado

A nova IN insere dois novos trechos, ambos no artigo que trata do imposto de renda retido na fonte




A Secretaria da Receita Federal alterou instrução normativa de agosto de 2015 que dispõe sobre o imposto de renda incidente sobre ganhos líquidos obtidos nos mercados financeiro e de capitais. A nova IN insere dois novos trechos na normal original, ambos no artigo que trata do imposto de renda retido na fonte relativo a aplicações de renda fixa e de renda variável ou pago sobre os ganhos líquidos mensais.


A primeira mudança diz: “No caso de pessoa jurídica tributada com base no lucro real, o imposto sobre a renda retido na fonte referente a rendimentos de aplicações financeiras já computados na apuração do lucro real de períodos de apuração anteriores, em observância ao regime de competência, poderá ser deduzido do imposto devido no encerramento do período de apuração em que tiver ocorrido a retenção, observado o disposto”. Este trata da compensação do imposto.


O outro trecho define que será considerado resgate, no caso de aplicações em fundos de investimento por pessoa jurídica tributada com base no lucro presumido ou arbitrado, a incidência semestral do imposto sobre a renda nos meses de maio e novembro de cada ano nos termos do inciso I do art. 9º”.


A nova IN n. 1720, de 20 de julho de 2017 está publicada no Diário Oficial da União (DOU) do dia 27 de julho de 2017, página 22.


Balança comercial tem superávit de US$ 2,2 bi na 3ª semana de julho


A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 2,203 bilhões na terceira semana de julho, de acordo com dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic).


Neste mês, o saldo positivo tem sido crescente. Na primeira semana, houve superávit de US$ 1,041 bilhão e, na segunda semana, US$ 1,321 bilhão. Assim, no mês, o acumulado chega a US$ 4,566 bilhões. No ano, o saldo é de US 40,782 bilhões.


O resultado da terceira semana deve-se a exportações de US$ 5,276 bilhões e a importações de US$ 3,073 bilhões. Na comparação com julho do ano passado, a média diária das exportações até a terceira semana sobe 18,7%, e a das importações cresce 10,5%. Na comparação com junho, as vendas externas caem 2,1% e as compras aumentam 3,2%.


FONTEValor Econômico 

Dívida Pública Federal sobe 3,22% em junho, para R$ 3,357 trilhões




A Dívida Pública Federal (DPF) subiu 3,22% em termos nominais na passagem de maio para junho, somando R$ 3,357 trilhões. Pelas metas estabelecidas no Plano Anual de Financiamento (PAF), a DPF deve oscilar entre R$ 3,45 trilhões e R$ 3,65 trilhões.


Segundo nota divulgada pelo Tesouro Nacional, a Dívida Pública Mobiliária Federal Interna (DPMFi) registrou alta de 3,31% no sexto mês deste ano, para R$ 3,233 trilhões. Já a Dívida Federal Externa somou R$ 123,99 bilhões (US$ 37,48 bilhões), o que representa elevação de 0,91% na comparação com os números de maio.


Em junho, as emissões da Dívida Pública Federal corresponderam a R$ 74,10 bilhões, enquanto os resgates somaram R$ 3,84 bilhões, o que resultou em emissão líquida de R$ 70,26 bilhões.


Vejam a notícia completa aqui . 

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Ética editorial – outros tipos de plágio… e contando




Por Ernesto Spinak


Introdução


Nos últimos três anos temos comentado no SciELO em Perspectiva sobre vários tipos diferentes de plágio e processos editoriais fraudulentos. Para mencionar os mais frequentes, temos o plágio propriamente dito, o ghostwriting, o autoplágio, a produção automática de artigos, etc. (Para obter a lista de notas publicadas neste blog sob o tema “plágio”, pesquise na caixa de busca da homepage usando a expressão: plágio editorial, e obterá ao menos uma dúzia de posts).


Esta bibliografia, entretanto, não esgota o repertorio, porque recentemente têm aparecido outros dois tipos – menos frequentes – para serem agregados à nossa lista, a saber o “plágio acidental” e o “plágio pelos pareceristas (peer reviewer)”. Ambos os casos foram publicados recentemente no blog sobre plágio da ferramenta iThenticate.com, que passamos a comentar.


Vejam a matéria completa aqui .

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Governo decide elevar o PIS/Cofins sobre combustíveis, dizem fontes



O governo já decidiu elevar o PIS/Cofins sobre combustíveis, segundo fontes informaram ao Valor. As alíquotas ainda estavam sendo definidas. A decisão de subir esse imposto visa cobrir as frustrações de receitas com a repatriação, a reoneração da folha de pagamentos, o novo Refis e garantir que o governo tenha condições de cumprir a meta de déficit primário de R$ 139 bilhões.


Uma fonte comentou que mesmo com o cenário de aumento do tributo, havia risco de o governo ter que ampliar o contingenciamento, atualmente em R$ 38,9 bilhões, cenário completamente diverso do que defendiam alguns integrantes do governo há duas semanas, que falavam em liberar entre R$ 3 bilhões e R$ 4 bilhões. Essa hipótese dependia da calibragem da alíquota que seria fechada. Outra fonte governamental, contudo, disse que está descartada a hipótese de ampliação do bloqueio de gastos federais.


A escolha do PIS/Cofins ocorre porque o tributo maior entra em vigor imediatamente, sem ter que esperar 90 dias como no caso da Cide. Além disso, não é dividido com Estados e Municípios. O presidente Michel Temer cedeu aos apelos da equipe econômica e do setor de etanol, que também pedia a elevação do tributo sobre a gasolina para melhorar as condições de competitividade no mercado.


Leia mais aqui . 

Fnac vende operações no Brasil para Livraria Cultura




A rede de livrarias Fnac anunciou nesta quarta-feira (19) que fechou um acordo para vender suas operações no Brasil para a rival Livraria Cultura. Somando as duas empresas, a nova rede contará com 30 lojas no país.


A Fnac Darty, grupo francês que controla a rede no Brasil, disse que licenciará a marca Fnac para a nova empresa --ou seja, vai manter o mesmo nome-- e vai realizar uma recapitalização para ajudar a companhia a melhorar sua posição de mercado.


O grupo francês, porém, não revelou o tamanho da recapitalização, nem forneceu outros detalhes sobre o acordo com a Livraria Cultura.


Procuradas no Brasil pela agência de notícias Reuters, ambas as empresas não se manifestaram sobre o assunto de imediato. A conclusão da venda deve ocorrer nas próximas semanas.


segunda-feira, 17 de julho de 2017

Os melhores cursos de economia e contabilidade, segundo o MEC

Confira as graduações com melhores notas nas áreas de ciências econômicas e ciências contábeis, segundo o ciclo de avaliação de 2015. A EPPEN (Escola Paulista de Política, Economia e Negócios da UNIFESP) tem seus cursos de Ciências Contábeis e Ciências Econômicas entre os melhores do País.





O Ministério da Educação (MEC), divulgou recentemente a avaliação de cursos universitários em diversas áreas, inclusive economia e ciências contábeis.

A metodologia se baseia no CPC (Conceito Preliminar de Curso), constituído por oito componentes, agrupados em três dimensões que refletem a qualidade dos cursos de graduação avaliados.

São elas: desempenho dos estudantes (que leva em conta a nota no Enade, entre outros fatores), corpo docente (nota para a proporção de mestres e doutores entre os professores, por exemplo) e condições oferecidas para o desenvolvimento do processo formativo (entre as quais valem pontos a organização didático-pedagógica e a infraestrutura, entre outros quesitos).

Segundo o Inep, os melhores cursos estão no CPC faixa 5 e têm CPC contínuo entre 3,945 e 5. A nota contínua vai de 0 a 5.

Qual é a diferença entre CPC faixa e CPC contínuo?

Um se origina do outro. Funciona assim: os cursos com nota contínua maior ou igual a 3,945, por exemplo, “pulam” para valor máximo do CPC faixa, igual a 5, mas só se tiverem nota maior que 0,945 em todos os oito componentes avaliados. Caso contrário, mesmo obtendo nota contínua maior ou igual a 3,945, o curso terá CPC faixa igual a 4.


Vejam a notícia na íntegra aqui . 

VLI, Amazon e mais 33 empresas buscam estagiários e trainees

Grupo Pão de Açúcar tem 25 vagas para estudantes de administração, design, ciências contábeis, entre outros cursos




Mira uma vaga de trainee ou estágio? Confira as oportunidades disponíveis nos programas com inscrições abertas em ordem crescente de término do prazo.

Solpanamby – trainee

São cinco vagas para São Paulo (SP) no programa Change Makers, que busca universitários de diversos cursos (Exatas, Humanas e Biológicas) com formação entre dezembro de 2014 e dezembro de 2017. Participação em projetos empreendedores acadêmicos ou corporativos é importante.


Salário: não informado
Inscrições: até 18 de julho pelo Vagas.com


Tereos – trainees


Há vagas para profissionais com formação superior concluída no período entre dezembro de 2015 e dezembro de 2017. É preciso ter fluência em inglês ou francês, domínio das ferramentas de informática e disponibilidade para residir no interior de São Paulo. As vagas são para as seguintes áreas: agrícola, indústria, supply chain, finanças, jurídico, sustentabilidade, recursos humanos, comercial e TI.

Salário: não informado
Inscrições: até 22 de julho pelo site do programa


Vejam a matéria completa aqui . 

quinta-feira, 13 de julho de 2017

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Amazon faz mega promoção de livros com até 80% OFF e frete grátis




O site brasileiro da Amazon lança nesta segunda-feira, 10, o "Amazon Day", com descontos de até 80% em mais de 20 mil livros, e-readers e e-books, e 30 horas de frete grátis, sem valor mínimo, para todo o país. A promoção começa às 18h e vai até terça, 11, às 23h59.


Em livros e e-books, o desconto fixo será de até 80%, mas vale a pena ficar de olho na página inicial do e-commerce, que vai divulgar ofertas-relâmpago com até 90% OFF a cada duas horas.


Carros elétricos começam a ser compartilhados em São Paulo

A lógica dos carros compartilhados é a mesma das bicicletas que rodam por São Paulo. O cliente pega o veículo em um ponto, faz o percurso e o deixa em outro local, liberado para o próximo usuário. O serviço começa a se desenvolver no país, com foco em automóveis elétricos.




"Teremos um modelo para trajetos curtos, com carros como o BMW i3 e o Smart, ambos elétricos", diz o empresário Leonardo Domingos, do LDS Group, que lança neste domingo (9) o serviço de compartilhamento em São Paulo, chamado Urbano LDSharing. 




O sistema é "free floating". Significa que os carros estarão espalhados por áreas ("home zones") na cidade, e podem ser utilizados de forma espontânea, sendo devolvidos nos pontos da área operacional, realizada em parceria com uma empresa francesa de tecnologia.

     Carros da empresa LDS Group, que vai oferecer o serviço de compartilhamento de carros elétricos em São          Paulo


MATÉRIAS RELACIONADAS:



sexta-feira, 7 de julho de 2017

IPCA recua 0,23% em junho, primeiro resultado negativo desde 2006





O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu 0,23% em junho, após registrar elevação de 0,31% um mês antes. "Esse resultado é o mais baixo para um mês de junho desde o início do Plano Real e o primeiro resultado mensal negativo para qualquer mês desde junho de 2006", destacou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em nota. Em junho de 2016, o IPCA registrou aumento de 0,35%.


Nos 12 meses encerrados em junho, houve avanço 3%, a menor taxa em 12 meses desde março de 2007, quando ficou em 2,96%. Nos 12 meses imediatamente anteriores, a alta tinha sido de 3,6%. Nos seis primeiros meses do ano, o IPCA acumulou elevação de 1,18%.


A deflação do IPCA de junho foi mais marcada que a média de estimativas obtidas pelo Valor Data, de queda de 0,17%. O intervalo das projeções ia de recuo de 0,07% a baixa de 0,34%.