quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Governo eleva rombo fiscal, corta cargos e limita salários; veja as medidas anunciadas

O anúncio foi feito em conjunto pelos ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira





O governo anunciou nesta terça-feira (15) que a nova meta fiscal será de um déficit de R$ 159 bilhões para este e para o próximo ano. O anúncio foi feito em conjunto pelos ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira. Foram anunciadas também outras medidas fiscais, que afetam principalmente o funcionalismo público.


Para 2019, a projeção é de déficit de R$ 139 bilhões e para 2020 ficou em R$ 65 bilhões. A meta anterior era de déficit de R$ 139 bilhões para este ano e de R$ 129 bilhões para 2018. Após dois adiamentos, o ministério da Fazenda disse mais cedo que o anúncio seria feito na quarta às 10h, porém, no fim do dia a assessoria mudou a coletiva para hoje às 18h, mas o evento só teve início mesmo às 19h30.


Pelas novas contas, o déficit consolidado do governo geral passou para R$ 163 bilhões, já incluindo estatais e municípios. Já o total da receita primária caiu para R$ 42 bilhões em relação ao projetado na Lei Orçamentária, reflexo da queda da inflação e da projeção menor da repatriação, menor expectativa do Refis, entre outros efeitos.


Vejam a matéria na íntegra aqui . 

Nenhum comentário:

Postar um comentário